ligamento cruzado anterior

Quando a reconstrução do ligamento cruzado anterior é necessária?

O estiramento ou rompimento do ligamento cruzado anterior (LCA) figura como um dos tipos de lesões mais recorrentes no joelho. Esse problema aparece com mais frequência em esportistas que praticam atividades que exigem muito da parte física, como o basquete e futebol.

O médico ortopedista é o profissional especializado nesse assunto. É ele quem poderá dizer se a pessoa precisará ou não de uma cirurgia para tratar uma eventual ruptura do ligamento, lembrando que tudo depende do nível das atividades realizadas e da gravidade da lesão.

Neste post, saberemos um pouco mais sobre o assunto e a necessidade de intervenção. Acompanhe!

O que é o ligamento cruzado anterior?

Essa parte do conjunto funcional do joelho é uma de suas mais importantes estruturas, pois é um dos grandes responsáveis pela sua estabilização. É por isso que pacientes que sofrem algum tipo de lesão neste ligamento em específico, não raro, têm dificuldades para executar diversas atividades corporais, especialmente aquelas que demandam mudança de direção, força e rapidez, como artes marciais e futebol.

É importante ressaltar que, como o rompimento leva a pessoa a ter uma instabilidade articular muito maior, ela acaba ficando mais vulnerável a adquirir outros tipos de lesões no joelho que se encontra afetado, a exemplo das relacionadas à cartilagem e ao menisco.

Quando a cirurgia é recomendada?

Aqui cabem algumas considerações, que variam de paciente para paciente. O primeiro ponto a ser analisado são os sintomas e o que a pessoa costuma fazer, por exemplo, boa parte dos eventos que ocasionam a ruptura são de esportistas e atletas amadores.

Como elas normalmente desejam continuar praticando suas atividades esportivas, a cirurgia de reconstrução do LCA é recomendada, uma vez que é muito eficiente e garante o retorno ao esporte com o mesmo nível que tinha antes do surgimento do problema.

Por outro lado, temos as pessoas que não sofrem com a instabilidade do joelho e que pretendem ou podem reduzir o ritmo de suas atividades físicas.

Nesse caso, é possível viver com o rompimento do LCA com acompanhamento pontual do ortopedista e fisioterapeuta, sem dificuldades. Mas se dores e falta de estabilidade surgirem, a melhor saída para resultados sólidos será a cirurgia.

Como chegar ao diagnóstico?

Como a ruptura do LCA é uma lesão traumática, a pessoa precisa procurar ajuda especializada logo após o ocorrido. Isso é fundamental para diminuir as chances de que ocorram agravantes ou que o processo de tratamento demande algo mais complexo.

Normalmente, para o diagnóstico desse problema, o paciente deve ser submetido a um exame físico realizado pelo ortopedista. O profissional também poderá solicitar uma ressonância magnética, a fim de ter uma visão mais ampla e confirmar o diagnóstico.

Após a confirmação, o indivíduo passa inicialmente por um processo de tratamento não definitivo da lesão, ou seja, nesse primeiro momento, o objetivo é controlar os inchaços, a dor e a inflamação.

O rompimento do ligamento cruzado anterior é um problema que pode acontecer com qualquer pessoa. Mas os atletas são a categoria que mais precisa ficar atenta a isso, dada as exigências que os esportes praticados requerem do corpo. No mais, ao menor sinal de dificuldade na região do joelho o ortopedista deve ser consultado para evitar que um problema simples evolua para algo mais sério.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como ortopedista em Aracaju.

 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp